Bovespa abre em queda, em linha com exterior

Por volta das 11h34, o Ibovespa tinha perdas de 0,22%, aos 47.966 pontos

Fernando Travaglini, Agência Estado

10 de fevereiro de 2014 | 11h01

Sem indicadores importantes no Brasil e nos Estados Unidos, os mercados acionários mostram cautela. Após ter fechado em alta por dois dias consecutivos, a Bolsa de Valores de São Paulo abriu o dia em queda nesta segunda-feira, 10, seguindo o sinal negativo vindo dos EUA. A Europa, que estava em alta nas primeiras horas do dia, também perdeu força.

Às 11h34, o Ibovespa tinha perdas de 0,22%, aos 47.966 pontos. Nessa toada, o índice caminha para apagar os ganhos do mês acumulados até agora. Em Nova York, o futuro do S&P 500 registrava desvalorização de 0,25%. Londres e Frankfurt oscilavam em alta de 0,06% e 0,01%, respectivamente, com o índice de indicadores antecedentes dos 34 países-membros da OCDE subindo para 100,9 em dezembro, de 100,8 em novembro.

A aversão ao risco é fruto dos dados do mercado de trabalho norte-americano abaixo do esperado, que foram conhecidos na sexta-feira, em meio à expectativa pela fala da nova presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, amanhã.

O sentimento negativo é visto também nos mercados monetários, depois que o Banco do Povo da China (PBoC, o banco central chinês) comunicou que manterá a liquidez do sistema financeiro, mas o tom "agressivo" em seu relatório trimestral de política aponta para o crescimento mais fraco do país, segundo avaliação de economistas do Crédit Agricole.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsas de valores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.