Bovespa abre pregão tranqüilo e sobe 0,38%

O dia está começando tranqüilo nos mercados financeiros globais e a Bolsa de Valores de São Paulo abriu em alta, prosseguindo a recuperação do pregão de sexta-feira, quando subiu 4,42%. O índice Ibovespa à vista registrava ganho de 0,38% às 10h15, a 34.528 pontos. A expectativa dos agentes financeiros para esta semana é favorável devido à agenda leve de indicadores tanto nos EUA como aqui, o que pode reduzir um pouco a volatilidade nos negócios e abrir espaço para que a Bolsa paulista recupere um pouco das perdas das últimas semanas. Mas uma definição do mercado só é esperada para o final do mês, quando o Fed (banco central dos EUA) se reúne para decidir sobre o nível das taxas de juro. Nos EUA, os principais indicadores da semana são o número de construções de imóveis residenciais iniciadas em maio, que sai amanhã. Na quarta, as atenções se voltam para os indicadores antecedentes de maio e encerrando a semana, na sexta, as encomendas de bens duráveis de maio. Se o ambiente externo se mantiver calmo por estes dias, há a possibilidade de os investidores estrangeiros voltarem às compras, o que daria um pouco mais de ânimo ao mercado doméstico. Com a saída de capital externo de R$ 560,219 milhões no último dia 13 de junho, a Bovespa entrou no negativo no acumulado do ano, com perda de R$ 109,141 milhões. No mês de junho, a saída de capital externo já soma R$ 1,819 bilhão. Hoje o pregão deve ser agitado pelo vencimento de opções, mas a expectativa é de um exercício fraco por conta da forte desvalorização das ações. A recuperação de sexta da Bolsa provocou um susto nos vendidos (investidores que apostavam na queda), que tiveram de correr atrás de alguns papéis.

Agencia Estado,

19 de junho de 2006 | 10h21

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.