Bovespa acentua queda com Nova York

A abertura em queda das bolsa de Nova York intensificou o movimento de baixa da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Às 11h19, a Bovespa caía 0,94%, aos 44.782 pontos. Na mínima a bolsa paulista recuou 1,10%. O giro financeiro era de R$ 742 milhões e projetava R$ 3,78 bilhões para o final do pregão. Apenas seis papéis contabilizavam alta: Gol (4,55%), Petrobras PN (preferencial, +1,25), Petrobras ON (ordinária, 1,33%), Aracruz PNB (preferencial classe B, 0,86%), Vivo PN (0,84%) e Petróleo Ipiranga PN (0,22%). Os papéis da Gol repercutem a expectativa de a companhia comprar a Nova Varig. Já os da Petrobras, acompanham a forte alta do petróleo no mercado internacional. O destaque de queda era TAM (1,80%), que seria diretamente afetada com a aquisição da Nova Varig pela concorrente. Itaúsa PN, com recuo de 3,50%. Na seqüência estavam Braskem (3,07%) e Submarino (2,93%). As ações da Vale do Rio Doce registravam queda de 1,11%. No câmbio, o dólar comercial valia R$ 2,074 (+0,53%) e o dólar à vista na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) era negociado a R$ 2,073 (+0,53%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.