Bovespa acompanha Nova York e recua 0,54%

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) cai 0,54%, pressionada pelas baixas nas Bolsas dos Estados Unidos. Operadores reclamam da falta de fluxo, o que distorce muitas cotações. Um dos casos é Vale do Rio Doce, cujas ações ON e PNA figuram entre as maiores perdas do Ibovespa (principal índice da Bolsa paulista), com vendas fortes do Banco UBS. Segundo fonte, a instituição financeira estaria se desfazendo das ações em função dos efeitos negativos do câmbio sobre as receitas da mineradora. O mercado não viu alívio na nova modalidade de oferta pela Embratel anunciada por sua controladora, a Telmex. A Telmex decidiu submeter o fechamento de capital da Embratel à aprovação da Anatel, conforme determinado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A empresa vai alterar a operação anunciada inicialmente para uma oferta pública voluntária diferenciada, que foi sugerida pela própria autarquia. Pela transação, a Telmex se propõe a comprar todas as ações PN e ON da Embratel em circulação, ao mesmo preço de R$ 6,95 por lote de mil já informado. No entanto, o fechamento de capital dependerá da adesão de dois terços dos acionistas, além do aval da Anatel. Para os operadores, o risco de a agência de telecomunicações barrar a operação impede que os papéis subam e busquem o valor de R$ 6,95 estipulado para a oferta. Também contribui para a queda de hoje da Embratel a própria baixa do Ibovespa, que serve de trava para as ações. Ainda de acordo com o mercado, fundos que compraram Embratel na expectativa de um rápido desfecho para a questão estão incomodados com o custo de carregamento das posições, pois apostam em demora no processo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.