Bovespa amplia queda com desaquecimento nos EUA

O número de vendas de imóveis usados nos EUA, em julho, muito abaixo do esperado, deixou os investidores mais inseguros em relação ao tamanho do desaquecimento da economia norte-americana, embora o dado reforce a percepção de pausa na trajetória dos juros nos EUA. A Bovespa, que vinha operando pressionada desde a abertura, acelerou a queda após o dado e por volta das 11h30 registrava a mínima de -1,55%, em 36.110 pontos, seguindo a virada das Bolsas em Wall Street. Mas a queda nas bolsas em NY é discreta. O Nasdaq cedia 0,05% e o Dow Jones recuava 0,10%. As vendas de imóveis em julho caíram 4,1% no mês passado, para uma média anualizada de 6,33 milhões de unidades. Os mais otimistas previam queda de 0,6% e os mais pessimistas esperavam retração de 1,1% nas vendas. "A insegurança voltou à cena", disse uma fonte. O receio dos investidores em ações é que a economia nos EUA esteja se enfraquecendo demais e afeta o fluxo de recursos para as bolsas. Os dados serviram para consolidar a tendência do dólar que já era de baixa desde o início do dia.

Agencia Estado,

23 de agosto de 2006 | 11h39

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.