Bovespa aprofunda queda com NY

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, aprofundava as perdas (-2,04%) no final da tarde desta segunda-feira. Segundo operadores, o principal motivo do estresse era o comportamento das bolsas nos Estados Unidos (EUA), que passaram a recuar com mais força após o comunicado da reunião do Federal Reserve (o BC americano), sugerindo que o juro no país vai subir mais. Profissionais consultados não relacionavam a queda da Bovespa à escolha do novo ministro da Fazenda, Guido Mantega, para o lugar de Antonio Palocci. Eles observam que, antes do Fed, a Bolsa chegou a subir 0,24%, maior porcentual do dia. No entanto, o receio de que a política de queda dos juros seja acelerada afetava o setor bancário. Bradesco negociava mais que Petrobras e caía 2,97%. Na lista de principais quedas da Bolsa, também figuravam Banco do Brasil (BB) e Unibanco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.