Bovespa aprofunda queda e fica abaixo de 59 mil pontos

HUmor local é contagiado pela persistência dos temores externos em relação à crise fiscal na Europa e as medidas envolvidas na questão

Economia & Negócios,

20 de maio de 2010 | 10h11

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) vive nesta quinta-feira mais um dia de tensão. Os humores continuam negativo nas demais praças financeiras por conta das preocupações envolvendo a Europa.

Pouco após abertura do pregão, às 10h08, o principal índice acionário (Ibovespa) marcava queda de 2,18%, aos 58.388 pontos. No mesmo horário, o Dólar também firmava alta e operava cotado a R$ 1,8780 para a venda.

Entre os papéis mais negociados, as ações PNA da Vale apontava queda de 3,46% às 10h10 e as ações ON recuavam 3,03%.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasBovespacrise europeia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.