Bovespa avança 2,04% e fecha com recorde 1º pregão do ano

No primeiro pregão do ano, a Bolsa de Valores de São Paulo já conseguiu estabelecer novo recorde de pontuação, dando continuidade ao otimismo de 2006. O Ibovespa, principal índice, encerrou o dia com ganho de 2,04%, aos 45.382 pontos, pela primeira vez em sua história acima do patamar de 45 mil pontos. O recorde anterior, de 44.526 pontos, foi estabelecido na quarta-feira, dia 27 de dezembro, no penúltimo pregão de 2006. Na máxima do dia hoje, a alta do índice foi de 2,06%. A Bovespa operou com ganho durante todo o pregão, tendo apresentado mínima de +0,01%. O volume financeiro somou R$ 2,06 bilhões. A alta de hoje aconteceu apesar de estarem fechadas as bolsas norte-americanas (os EUA estão de luto em memória ao ex-presidente Gerald Ford). Isso porque, segundo operadores, o interesse dos investidores estrangeiros pelo Brasil não foi reduzido pelo feriado. Um pouco dessa alta da Bovespa deve ser creditado também ao ajuste à carteira do Ibovespa válida para o período de janeiro a abril. Liderando o ranking de maiores altas do índice ficou a ação ordinária da Cosan, que entrou na nova carteira teórica. O papel disparou 5,48%. Passaram a fazer parte do Ibovespa também a ação do Submarino, que avançou 3,59%, o papel preferencial da Gol, que subiu 1,51%, e a ação da Cyrela, que fechou com valorização de 0,54%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.