Bovespa cai 0,72%, refém do mercado norte-americano

O índice Ibovespa da Bolsa de Valores de São Paulo começou o pregão de hoje em queda de 0,72%, na mínima até as 10h15, a 36.809 pontos. O mercado de ações está com um pé atrás por causa de indicadores da economia norte-americana divulgados mais cedo (índice de preços de gastos de consumo e renda pessoal), que não foram capazes de dissipar o sentimento de cautela. O banco central norte-americano (Fed) se reúne na próxima semana para decidir se promove nova elevação dos juros básicos. "O dado de hoje não esfria a possibilidade de haver pausa nos juros nos EUA", diz uma fonte, acrescentando que não se trata de um indicador conclusivo e o mercado agora vai esperar o relatório de emprego (na sexta-feira) para consolidar as apostas para a reunião do BC americano. Os contratos futuros de Fed Funds embutem agora 42% de chance de a taxa subir para 5,5% ao ano na semana que vem. Ontem a possibilidade de alta estava em 31%. Ou seja, a Bovespa deve seguir o ritmo dos negócios em Nova York, mais uma vez, apesar das boas notícias domésticas. O foco das atenções está nas ações do Itaú, que esta manhã anunciou lucro líquido de R$ 1,498 bilhão no segundo trimestre, crescimento de 12,38% ante o resultado de R$ 1,333 bilhão do mesmo período de 2005. O ganho representa rentabilidade anualizada sobre o patrimônio líquido médio de 35,1% no segundo trimestre. As ações de Souza Cruz também devem repercutir o balanço divulgado ontem à noite. A empresa lucrou R$ 187,642 milhões no segundo trimestre, alta de 71,39% em relação ao mesmo período de 2005. A primeira prévia da carteira teórica do Ibovespa válida para o período de setembro a dezembro, divulgada mais cedo, pode começar a ter alguma influencia nos negócios, com os fundos passivos indexados ao Ibovespa se adequando à nova realidade. Essa nova carteira reflete com mais fidelidade a realidade atual do mercado de ações. Natura, Pão de Açúcar e TAM entraram na primeira prévia, que passou de 54 para 55 ações.

Agencia Estado,

01 de agosto de 2006 | 10h18

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.