Bovespa cai 1,6% com piora em NY e dólar volta a subir

O mercado acionário nova-iorquino apresentou piora esta tarde e influenciou a Bolsa de Valores de São Paulo, cujo principal índice, o Ibovespa, aprofundou sua queda. Por volta das 14h30, o índice atingia a pontuação mínima do dia, em baixa de 1,63%, aos 42.807 pontos. Às 14h36, a queda já tinha sido levemente reduzida, para -1,48%. Em Nova York, por volta do mesmo horário, o índice Dow Jones, que reúne as ações de primeira linha do mercado americano, cedia 0,48% e o Nasdaq, da Bolsa eletrônica, recuava 1,02%. No mercado de câmbio, também houve uma piora no desempenho, com o dólar invertendo o sinal e atingindo a cotação máxima do dia. No mercado interbancário, o dólar comercial avançou para a máxima de R$ 2,132. Às 14h38, a alta era de 0,38%, a R$ 2,127. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros, o dólar negociado à vista subia 0,38%, para R$ 2,126, após atingir a máxima de R$ 2,133.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.