Bovespa cai, dólar sobe e juros têm correção

As expectativas de confirmam: a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) passou a operar em ligeira baixa, o dólar comercial é cotado com valorização e, apesar da liquidez ainda restrita, a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro com vencimento em janeiro de 2008 apresenta ligeira alta. Às 10h27, a Bovespa perdia 0,5%, aos 38.724 pontos, embora o índice Dow Jones apresentasse ganho de 0,16%, mesmo depois de ter batido novo recorde de pontos ontem. Segundo analistas, o resultado da Google anima impede que investidores corram, em massa, para realizar lucros. O volume de negócios projetado para o dia na Bovespa é tímido, de R$ 1,37 bilhão. No mesmo horário, o dólar comercial subia 0,28%, a R$ 2,147 no mercado interbancário. Segundo analistas, o movimento de alta é causado pela cautela diante da proximidade das eleições e pelo leilão de contratos de swap cambial reverso que será realizado hoje. No mercado de juros, o vencimento tradicionalmente mais líquido, de janeiro de 2008, apresenta apenas 739 contratos transacionados. A taxa de juros embutida na operação era de 13,27% ao ano, com alta de 0,02 ponto porcentual em relação a ontem. O contrato mais líquido nesta manhã, com vencimento em janeiro de 2007, operava estável, a 13,34% ao ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.