Bovespa e CBLC vão estudar abertura de capital

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e a Câmara Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC) constituíram um grupo de trabalho para estudar a desmutualização (abertura de capital) da Bolsa e de sua clearing (câmara de compensação). A decisão, já aprovada pelos conselhos de administração das duas entidades, foi comunicada às sociedades corretoras e acionistas da CBLC. O objetivo do estudo, diz a Bovespa em comunicado, é responder aos novos desafios do mercado de capitais brasileiro e ao aumento da competição internacional. A exemplo do que ocorreu em outros países, pretende-se ainda buscar a valorização dos investimentos realizados, a partir do aprimoramento do modelo de negócio, da estratégia e dos padrões de governança. A desmutualização já ocorreu em cerca de 70% das principais bolsas do mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.