Bovespa encerra com ganho de 1,51%, puxada por NY

A Bolsa de Valores de São Paulo voltou a subir hoje, levada pelas bolsas americanas. O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou na máxima pontuação do dia, com ganho de 1,51%, aos 39.226 pontos. O volume negociado ficou em R$ 2,38 bilhões. Com a ajuda das Bolsas de Nova York, a Bovespa conseguiu no início da tarde reverter o sinal de baixa com que operou pela manhã e diminuir o impacto negativo das ações da Petrobras no Ibovespa, principal índice da Bolsa paulista. Após ter recuado quase 1% (a mínima foi de -0,96%), a Bolsa passou para o terreno positivo conduzida pela melhora de desempenho do mercado acionário norte-americano. Notícias corporativas associadas à queda no preço do petróleo e das commodities metálicas levaram o índice Dow Jones a novo recorde de pontos, com valorização de 0,95% sobre o fechamento de sexta-feira. Entre as poucas ações do Ibovespa que terminaram o dia com perda estavam as da Petrobras. O petróleo, que recuou 0,88% em Nova York, refletindo as dúvidas do mercado sobre a eficácia do corte de produção de 1,2 milhão de barris ao dia anunciado na semana passada pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), impediu que as ações da Petrobras acompanhassem o movimento positivo do mercado. Com isso, as ações, tanto preferenciais quanto ordinárias, cederam 0,44%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.