Bovespa encerra em baixa de 0,94%, acompanhando NY

A Bovespa voltou a cair hoje, em linha com o desempenho negativo das ações em Nova York. O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, terminou o dia na mínima, em baixa de 0,94%, aos 35.510 pontos, e com volume financeiro de apenas R$ 1,48 bilhão. A máxima alcançada pelo Ibovespa não passou de +0,83%. A mínima ficou em -1,51%. Cautela voltou a ser a palavra de ordem na Bovespa, tendo como pano de fundo as incertezas em relação à trajetória dos juros nos EUA. O Ibovespa não conseguiu sustentar o sinal positivo do início do pregão e cedeu sob o peso da abertura negativa em Nova York, influenciada por um alerta negativo da Dell, empresa do setor de tecnologia. Entre os principais índices das Bolsas dos EUA, o Dow Jones recuou 0,55% e o Nasdaq, 0,93%. Com uma agenda hoje mais leve nos EUA, o que ditou o rumo de Wall Street foram as notícias corporativas. Os investidores reagiram da pior maneira possível ao alerta negativo da Dell divulgado durante a manhã, anunciando que espera receita e lucro no segundo trimestre abaixo das estimativas dos analistas. As ações da empresa desabaram mais de 12%, encobrindo o resultado da alta de mais de 4% das ações da gigante Microsoft, que ontem à noite divulgou balanço favorável. Analistas observam que o mercado deve monitorar mais atentamente os balanços das empresas nos EUA levando-se em conta que o foco das preocupações migrou da inflação para o receio de desaceleração muito brusca da economia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.