Bovespa exibe recuperação, sobe 1,18% e retoma 47 mil pontos

A queda de pouco mais de 3% nas duas sessões anteriores desencadeou um pregão de recuperação, permitindo que a Bolsa deixasse de lado o noticiário do dia 

Claudia Violante, da Agência Estado,

19 de fevereiro de 2014 | 18h29

A queda de pouco mais de 3% nas duas sessões anteriores desencadeou um pregão de recuperação para a Bovespa nesta quarta-feira, 19. Isso permitiu que a Bolsa deixasse de lado o noticiário do dia, incluído nele a ata do último encontro do Federal Reserve, conhecida à tarde.

O Ibovespa terminou o dia em alta de 1,18%, aos 47.150,83 pontos. Na mínima, registrou 46.134 pontos (-1%) e, na máxima, 47.155 pontos (+1,19%). No mês, acumula perda de 1,02% e, no ano, de 8,46%. O giro financeiro totalizou R$ 6,999 bilhões.

A ata do Fomc era um dos dois eventos que estavam no horizonte da Bovespa, mas ela acabou não fazendo preço nos ativos. A Bovespa engatou uma alta firme pouco antes da divulgação e, logo após o começo do anúncio, oscilou um pouco, mas seu desempenho foi atribuído pelos especialistas mais a um movimento técnico. Os preços, segundo um gestor, teria chegado a preços atrativos e, embora ainda não haja tomador final, essas compras de oportunidades são muito comuns depois de quedas fortes como essa recente.

Da ata do Fomc, o destaque foi para a informação de que a maioria dos membros ainda acredita que não é apropriado apertar a política monetária antes de 2015, mas a ata indica que o momento do primeiro aumento de juros entrou na agenda do Fed após anos de juros próximos de zero.

Isso fez com que as bolsas norte-americanas ficassem em baixa. Às 17h34, o Dow Jones caía 0,40%, o S&P recuava 0,58% e o Nasdaq, 0,86%.

O outro evento bastante aguardado - e que pode ''animar'' mais os investidores - será conhecido amanhã pela manhã, quando os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Planejamento, Miriam Belchior, anunciarão a meta de superávit deste ano.

Hoje, CSN ON subiu 5,14%, Usiminas PNA, 2,39%, Gerdau PN, 2,01%, e Metalúrgica Gerdau PN, 2,31%, devolvendo parte da queda de ontem. Vale ON avançou 1,01% e PNA, 0,98%.

Construtoras também fecharam em alta. Gafisa ON, com +5,42%, MRV ON, +3,87%, PDG ON, +3,92%, Cyrela ON, +1,89%.

Petrobras ON teve valorização de 0,83% e a PN, de 0,64%.

Tudo o que sabemos sobre:
bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.