Bovespa fecha com ganho de 0,50%, puxada por NY

Depois de atingir a mínima pontuação do dia, em baixa de 1,93% no período da manhã, o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, reagiu nesta tarde e fechou com valorização de 0,50%, aos pontos, após chegar à máxima de 0,73%. O volume negociado ficou em R$ 2,28 bilhões. O mercado doméstico refletiu a melhora das Bolsas em Nova York, que encerraram com ganho (o índice Dow Jones subiu 0,59% e o Nasdaq avançou 1,36%). Os preços do petróleo, que estavam em queda, também inverteram o sinal e subiram 1,49% em Nova York. Com isso, as ações da Petrobras, as de maior liquidez na Bovespa, deixaram o terreno negativo para operar em alta. A ação preferencial da empresa terminou o dia com ganho de 0,42%. Liderando o ranking de maiores altas do Ibovespa ficaram as ações ordinária e preferencial classe B da Eletrobrás, que avançaram 6,28% e 6,07%, respectivamente. Profissionais afirmaram que o papel reagiu à pesquisa de intenção de voto Estadão/Ibope que mostra que ainda existe a possibilidade de um segundo turno nas eleições presidenciais. As ações da Eletrobras, lembram operadores, têm sido aquelas que mais reagem ao noticiário eleitoral.

Agencia Estado,

25 de setembro de 2006 | 17h22

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.