Bovespa fecha em baixa de 1,25%, com pouco volume

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou a segunda-feira em baixa de 1,25%, aos 38.145 pontos. O volume de negócios hoje foi de apenas R$ 935 milhões. O índice oscilou entre a máxima de 38.733 pontos e a mínima de 38.055 pontos. O feriado nos EUA (Memorial Day) explica o volume fraco de negócios, pois os investidores estrangeiros se ausentaram do pregão brasileiro. Os participantes do mercado doméstico aproveitaram então para realizar lucros, após o Ibovespa ter registrado forte elevação na quinta e na sexta-feira da semana passada. O setor elétrico puxou a lista de baixas, juntamente com Banco do Brasil ON e Vivo PN (que caíam 4,44% e 4,54%, respectivamente, por volta das 16 horas). Fora do Ibovespa, Varig PN subia fortemente por voltas das 16 horas(+71,16%). As ações da empresa iniciaram o dia em forte alta e aceleraram os ganhos após a confirmação da data de venda da companhia, em 5 de junho. No fim da tarde, a Bovespa e a Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBLC) anunciaram que constituíram um grupo de trabalho para estudar a abertura de capital da Bolsa e de sua clearing. A decisão, já aprovada pelos conselhos de administração das duas entidades, foi comunicada às sociedades corretoras e acionistas da CBLC.

Agencia Estado,

29 de maio de 2006 | 17h26

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.