Bovespa fecha em leve alta, apesar de forte oscilação das ações da Petrobrás

Bolsa finalizou o pregão em alta de 0,28%; mercado aguarda oficialização da nova equipe econômica de Dilma

Clarissa Mangueira, Agência Estado

25 de novembro de 2014 | 17h46

A Bovespa fechou a sessão com leve alta, após registrar forte volatilidade durante à tarde, devido à oscilação das ações da Petrobrás e à ausência de notícias sobre o anúncio da equipe econômica.

No fim do pregão, o Ibovespa subiu 0,28%, para 55.560 pontos. O volume de negócios totalizou R$ 8,7 bilhões. Na máxima do dia, a Bolsa atingiu 56.387 pontos (alta de 1,77%) e na mínima, 55.204 pontos (queda de 0,37%). O Ibovespa acumula altas de 7,87% no ano e de 1,71% em novembro.

A Bovespa abriu o pregão desta terça-feira em alta, recuperando o patamar dos 56 mil pontos perdidos ontem, ajudada pelo sinal positivo vindo das bolsas internacionais, após os números sobre o Produto Interno Bruto (PIB) na Alemanha no terceiro trimestre deste ano. Embora os índices acionários tenham acelerado a alta mais tarde com os dados do PIB dos EUA, que vieram melhores que o esperado, a Bovespa manteve os ganhos já observados antes dos números.

De acordo com a segunda estimativa do Departamento do Comércio, o PIB dos EUA registrou uma expansão a uma taxa anual ajustada sazonalmente de 3,9% entre julho e setembro, puxado principalmente pela revisão nos números de gastos com consumo. O resultado ficou acima do cálculo inicial de expansão de 3,5% e da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam aumento menor, de 3,3%.

Durante a tarde, a oscilação das ações de Petrobrás, Vale e bancos, e a expectativa dos investidores pela oficialização do nome do ex-secretário do Tesouro Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda provocaram forte volatilidade Bolsa.

O movimento coincidiu com a oscilação das bolsas de Nova York, que reduziram a alta após dados mostrarem piora da confiança do consumidor nos EUA. O índice de confiança do consumidor norte-americano, medido pelo Conference Board, caiu para 88,7 em novembro, de 94,5 em outubro, contrariando as expectativas dos economistas consultados pela Dow Jones, que previam alta a 96,5. Perto das 17h30, o índice Dow Jones (+0,11%), O Nasdaq (+0,18%) e o S&P 500 (+0,04%).

No setor corporativo local, as ações da Petrobrás terminaram em queda de 1,12% (ON) e de 0,42% (PN). A estatal confirmou que recebeu na última sexta-feira (dia 21) uma notificação do regulador mobiliário norte-americano, a SEC, requerendo documentos relativos à investigação sobre as denúncias de corrupção envolvendo a empresa. A informação tende a afastar ainda mais o investidor estrangeiro dos papéis da companhia, assustado com os escândalos, e o maior receio é de que a Bolsa de Nova York (NYSE) suspenda a negociação com os recibos de depósito de ações (ADRs).

Já os papéis da Vale se recuperam na reta final da sessão e fecharam em alta: ON (1,10%) e PNA (+0,88%).

Entre as siderúrgicas, a Gerdau fechou com alta de 0,09%, após passar a sessão toda em terreno negativo. o diretor-presidente da companhia, André B. Gerdau Johannpeter, disse em reunião com analistas e investidores (Apimec), em São Paulo, que se os preços do minério de ferro voltarem a patamares atrativos, a empresa pode exportar a produção. Ele também disse que a alavancagem da Gerdau, medida pela relação dívida líquida e Ebitda, deve voltar ao patamar de 2,4 vezes no quarto trimestre deste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
bovespabolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.