Bovespa fica quase estável, com petróleo e mais calmo

O Ibovespa - principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) - fechou a segunda-feira em queda de -0,05%, aos 39.754 pontos. O volume negociado foi de R$ 1,97 bilhão, e o índice oscilou entre a mínima de 39.616 pontos e a máxima de 40.088 pontos. Pela manhã, a bolsa paulista se ajustou ao desempenho do mercado internacional na sexta-feira, quando a Bovespa ficou fechada devido ao feriado de Tiradentes. O pregão abriu positivo, influenciado pela valorização de mais de 1% das ações de Petrobras, que se adequaram à alta de 2,74% dos ADRs da empresa em Nova York na última sexta-feira. Contudo, o petróleo e os juros nos Estados Únicos - grandes preocupações dos investidores - colaboraram para que a Bovespa pudesse continuar o movimento de realização de lucros iniciado na quinta-feira. O petróleo, depois de ter superado na sexta-feira US$ 75 o barril, caiu hoje para US$ 73,33 na New York Mercantile Exchange (Nymex). E o mercado de juro dos títulos do Tesouro norte-americano também operou em queda, à espera da divulgação do livro Bege, com indicativos sobre o desempenho da economia norte-americana.

Agencia Estado,

24 Abril 2006 | 17h28

Mais conteúdo sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.