Bovespa opera com ganho, mas mantém cautela

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) começou a semana em leve alta e a previsão de investidores é que o mercado de ações brasileiro continue operando no azul. A queda firme do risco Brasil, que mede o grau de desconfiança dos investidores estrangeiros na economia brasileira, atingiu 171 pontos mais cedo, estabelecendo nova mínima histórica do dia, e isso contribui para essa percepção otimista em relação à bolsa paulista. Às 10h22, a Bovespa subia 0,28%, aos 45.659 pontos. O petróleo tende a ser o foco das atenções ainda por conta do incidente no Golfo Pérsico na sexta-feira - a captura de 15 marinheiros britânicos por forças iranianas. A incerteza em relação aos desdobramentos desse episódio mantêm os preços do petróleo pressionados - são negociados mais perto de US$ 63 o barril - o que pode influenciar as cotações da Petrobras. Na sexta-feira, os papéis preferenciais da estatal fecharam em alta de 0,41%. Com isso, na semana passada, as ações subiram 9,60%, mas no ano ainda registram perda de 10,68%. Petrobras também pode reagir à notícia de que a companhia estaria próxima de uma gigante reserva de petróleo leve na Bacia de Campos. Segundo ele, o presidente Lula já teria sido avisado dessa descoberta. Esta é a última semana para as empresas divulgarem balanço de 2006. Para hoje, está programado Iguatemi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.