Bovespa perde força à tarde e termina com estabilidade

O Ibovespa migrou para o azul nos ajustes e fechou com variação positiva de 0,04%, aos 53.821 pontos

Ana Luísa Westphalen e Renata Pedini,

16 de setembro de 2013 | 18h01

O fôlego da Bovespa, que se sustentou em alta e acima dos 54 mil pontos durante a manhã, teve um fim. Apesar do sinal positivo de seus pares no exterior, diante da desistência de Lawrence Summers para concorrer à presidência do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), o Ibovespa perdeu força e terminou no zero a zero nesta segunda-feira, 16.

Passado o exercício de opções sobre ações, mais cedo, o principal índice da Bolsa migrou para o negativo à tarde e passou a renovar mínimas, com os investidores realizando lucros e devolvendo parte dos ganhos da primeira metade dos negócios. A queda foi amenizada pelo avanço das ações da Petrobras, que foram beneficiadas pelo vencimento e pela informação de que a gasolina pode ser reajustada em cerca de 8% no próximo mês.

O Ibovespa terminou praticamente estável, migrando para o azul nos ajustes, com variação positiva de 0,04%, aos 53.821,63 pontos. Na mínima, à tarde, recuou 0,44%, aos 53.559 pontos, enquanto durante a manhã alcançou os 54.463 pontos, em alta de 1,24%, na máxima. O volume financeiro foi considerado fraco para um dia de exercício de opções sobre ações, totalizando R$ 9,355 bilhões, sendo R$ 3,55 bilhões referente ao vencimento.

"O vencimento de opções sobre ações, mais cedo, garantiu forte alta", avaliou o estrategista-chefe da SLW, Pedro Galdi. "Acabou o vencimento, a Bolsa começou a perder força. Os investidores estão realizando lucros", completou.

Os papéis ON e PN da Petrobras subiram respectivos 1,57% e 1,77%, beneficiados por notícias de que o governo federal pode conceder um reajuste no preço da gasolina até o dia 21 de outubro. A data é estratégica para o Palácio do Planalto porque o primeiro leilão do campo de petróleo e gás natural oriundo da camada de pré-sal em Libra (SP) será feito neste dia. Segundo o Grupo Estado apurou, o desejo de parte relevante da equipe econômica é que o preço da gasolina seja elevado em cerca de 8% nas refinarias até a realização do leilão. Além disso, a estatal petrolífera anunciou a venda de ativos na Colômbia por US$ 380 milhões.

Na contramão, a Vale viu suas ações recuarem 0,30% as ON e 0,09% as PNA.

Nos destaques de alta do Ibovespa figuraram Oi PN, com ganho de 3,92%, seguida por Cia. Hering ON (3,83%), LLX ON (2,98%), Cielo ON (2,97%) e PDG Realty ON (2,51%).

Já as principais perdas do índice foram encabeçadas por MMX ON (-6,88%), Rossi Residencial (-4,58%), Gol PN (-4,49%), B2W ON (-2,99%) e OGX ON (-2,56%).

Em Wall Street, o índice Dow Jones encerrou o dia em alta de 0,77% e o S&P 500 subiu 0,57%, enquanto o Nasdaq teve desvalorização de 0,12%.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.