Bovespa recua na abertura, em ajuste à queda em NY

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu hoje se ajustando à queda expressiva das bolsas norte-americanas e européias ontem, quando o mercado financeiro do Brasil esteve fechado por causa do feriado municipal em São Paulo. Às 11h15, o Ibovespa recuava 1,27%, aos 44.119 pontos. O sinal negativo é potencializado ainda pela desvalorização das bolsas nas principais praças financeiras esta manhã e em menor grau pela decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que na quarta-feira à noite baixou a taxa básica de juro em 0,25 ponto porcentual, para 13% ao ano. Segundo especialistas em renda variável, o resultado do Copom veio em linha com a expectativa da maioria dos economistas e deve provocar apenas pequenos ajustes nos negócios hoje. O que importa para a Bovespa, dizem os analistas, é que a direção é de queda dos juros nos próximos meses. Tudo indica, portanto, que a Bovespa vai continuar refletindo o andamento do mercado internacional, incluindo petróleo e commodities. Esta manhã, o preço do petróleo opera em alta moderada, reagindo às previsões de que as temperaturas frias vão continuar no Nordeste dos Estados Unidos, após o preço ter sido pressionado ontem por dúvidas sobre corte da produção de Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). Mas os operadores acham que a pressão sobre o petróleo deve voltar ainda nesta sexta-feira, com os investidores realizando lucros antes do fim de semana. Os metais continuam a trajetória de alta. O níquel atingiu hoje novas máximas em Londres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.