Bovespa recua pressionada por PIB fraco dos EUA

Às 10h29 (horário de Brasília), o índice Bovespa (Ibovespa) caía 0,91%, aos 66.337,72 pontos

Olívia Bulla, da Agência Estado,

30 de julho de 2010 | 10h16

Perto da marca dos 67 mil pontos, que não é atingida desde maio, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu o pregão de hoje pressionada pela forte desaceleração da economia dos Estados Unidos no segundo trimestre. A expansão de 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano ficou levemente abaixo das expectativas dos analistas, que esperavam alta de 2,5%. O resultado confirma a perda de ritmo na economia dos EUA, que havia crescido 3,7% nos primeiros três meses de 2010 (dado revisado). Às 10h29 (horário de Brasília), o índice Bovespa (Ibovespa) caía 0,91%, aos 66.337,72 pontos.

A contraparte dos números dos EUA pode ser o balanço robusto divulgado ontem à noite pela Vale. Após o fechamento dos negócios, a companhia divulgou lucro líquido de US$ 3,705 bilhões no padrão contábil norte-americano (US GAAP) no segundo trimestre deste ano, o que representa um avanço de 369% ante o lucro apurado em igual período do ano passado. Pelo padrão contábil brasileiro (BR GAAP), o lucro líquido da companhia disparou 344,2%, para R$ 6,635 bilhões.

 

Nesse mesmo padrão, o lucro líquido do acumulado dos seis primeiros meses de 2010 somou R$ 9,514 bilhões, com alta de 104,9%. Em US GAAP, os ganhos do primeiro semestre totalizaram US$ 5,309 bilhões, mostrando evolução de 146,6% ante o mesmo período de 2009. No after market de ontem da Bovespa, as ações preferenciais da Vale lideraram o giro de negócios, com pouco mais de R$ 5 milhões.

 

Entre outros balanços de destaque, a Oi registrou lucro de R$ 444 milhões no segundo trimestre deste ano, ante igual período do ano passado, enquanto a Redecard teve aumento de 9,1% nos ganhos entre abril e junho de 2010, para R$ 374,6 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsaBovespaPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.