Bovespa reduz alta para 0,28%, seguindo Petrobras

O mercado acionário brasileiro reduziu seus ganhos esta tarde, influenciado pelas ações da Petrobras, que passaram a cair acompanhando o preço do petróleo. Os contratos de petróleo para fevereiro inverteram o sinal em Londres e em Nova York, caindo mais de 1,50% esta tarde. A ação preferencial da Petrobras, papel de maior peso no Ibovespa, recuava 0,02%, para R$ 46,18, às 15h09, depois de já ter subido a R$ 47,14 hoje. Enquanto isso, o Ibovespa registrava alta de 0,28%, para 42.365 pontos. Hoje, o índice já oscilou entre a mínima de +0,01% e a máxima de +1,61%. No mercado de câmbio, o dólar comercial renovou a cotação máxima do dia, a R$ 2,152, estável. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros, o dólar negociado à vista valia R$ 2,1512, em queda de 0,04%, também na máxima. O mercado de juros é outro que opera na máxima: o contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2008, tradicionalmente o mais negociado, apontava taxa de 12,47% ao ano, ante taxa de 12,44% ao ano no fechamento de ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.