Bovespa reduz perdas, à espera de pesquisa eleitorial

A Bovespa começou o pregão de ré, antes de conhecer novas pesquisas eleitorais esperadas para esta terça-feira, 09, a primeira delas da CNT/MDA (10h30), para saber qual foi o peso das denúncias de pagamento de propina da Petrobras a políticos, envolvendo o atual governo petista, o PSB e outros três partidos, mas não o PSDB. No exterior, o sinal das bolsas também é negativo. Perto da abertura em NY e divulgação da pesquisa, no entanto, a Bovespa reduzia perdas e as ações da Petrobras zeravam o movimento de queda.

LUCIANA ANTONELLO XAVIER, Estadão Conteúdo

09 de setembro de 2014 | 10h36

Às 10h23, o Ibovespa cedia 0,41%, aos 58.950,57 pontos. As ações da Petrobrás PN subiam 0,14% e as PN perdiam 0,05%.

As ações da TIM figuram entre as maiores altas do Ibovespa em meio ao cenário de consolidação do setor de telefonia no Brasil, em +2,79%. As ações da Oi PN subiam mais de 4%, após a fusão com a Portugal Telecom ter sido aprovada ontem em assembleia de acionistas da operadora portuguesa.

Em Nova York, no mercado futuro, o Dow Jones cedia 0,20%, o Nasdaq tinha queda de 0,08% e o S&P 500 recuava 0,19%. Na Europa, a Bolsa de Londres caía 0,06%, Paris estava em -0,31% e Frankfurt em -0,42%.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespapesquisa eleitoral

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.