Bovespa se mantém em alta

Às 12h33, o Ibovespa avançava 0,56%, aos 69.953 pontos

Eulina Oliveira, da Agência Estado,

21 de janeiro de 2011 | 12h58

As ações PN da Telebrás subiam 4,69% às 12h33, entre as maiores altas do mercado, com 1.597 negócios, no dia seguinte à autorização, pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para a companhia operar a internet banda larga. No mesmo horário, o Ibovespa avançava 0,56%, aos 69.953 pontos.

A Anatel aprovou o pedido da estatal para a obtenção de licença do Serviço de Comunicação Multimídia (SCM), necessário para operar banda larga. "Foi aprovado sem restrição", afirmou a conselheira Emília Ribeiro, relatora da matéria.

Questionada se a licença dá à Telebrás poderes para a estatal levar o acesso à banda larga até a residência dos consumidores, a chamada "última milha", Emília explicou que "é uma licença como a de qualquer outro prestador de internet" e que caberá à estatal a decisão de levar o serviço até o usuário final ou não.

Também ontem, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse que a entrada da Telebrás no segmento de banda larga não significa que a empresa vai oferecer esse tipo de serviço diretamente ao consumidor. "Nós achamos que não é a vocação natural", afirmou. "Nós achamos que a Telebrás tem de entrar para ajudar a baratear o tráfego no atacado e para ajudar a achar soluções para essa questão."

Vale e siderúrgicas

As ações do setor de mineração e siderurgia registravam forte recuperação na primeira hora de pregão na Bolsa brasileira e figuravam entre as principais altas do Ibovespa. Às 12h12, Usiminas ON ganhava 1,99%, Usiminas PNA, +1,62%, Vale ON, +1,69%, Vale PNA, +1,36%, Gerdau, +1,36% e CSN, +1,14%. Fora do ranking, Gerdau Metalúrgica subia 1,03% e MMX, +0,92%. Bradespar, uma das principais acionistas da Vale, subia 0,84%.

De acordo com Rodrigo Ferraz, analista da corretora Brascan, os papéis do segmento de mineração e siderurgia sobem mais que o mercado hoje porque tiveram queda mais acentuada ultimamente. "No caso das mineradoras, a alta dos preços do minério de ferro no mercado internacional beneficiam os papéis".

Em relação à Usiminas, cujos papéis PNA já fizeram parte ontem da lista de maiores valorizações do Ibovespa, Ferraz comenta que as ações da companhia estão mais defasadas em relação ao setor siderúrgico por conta de problemas de vendas e custos em 2010.

Petrobrás

Os papéis da Petrobrás também apresentavam recuperação nesta sexta-feira. A ação PN da estatal subia 0,51% e ON, +0,33%. OGX Petróleo perdia 0,10%.

A Petrobrás confirmou no final da noite de ontem a captação de US$ 6 bilhões no mercado internacional, por meio da emissão de três tipos de bônus com vencimentos em 5, 10 e 30 anos. Foi a primeira operação do tipo feita pela estatal em 2011, ano no qual pretende buscar no mercado entre US$ 15 bilhões e US$ 16 bilhões, para financiar seu plano de investimentos.

Segundo a Petrobrás, a operação será concluída no dia 27 de janeiro. Os bônus receberam a classificação de risco BBB da agência Fitch. Segundo a companhia, os recursos captados serão utilizados para o financiamento dos investimentos previstos no Plano de Negócios 2010-2014, orçado em US$ 224 bilhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.