Bovespa se mantém em alta e dólar reduz ganho

Embora ainda não tenha conseguido reaver toda a perda da véspera (-2,55%), o Ibovespa - o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) - se mantém em alta. Às 15h10, a bolsa paulista registrava ganho de 1,45%, aos 37.212 pontos, impulsionada por compras de investidores estrangeiros. A percepção de que a entrada de Guido Mantega no Ministério da Fazenda não significa a descontinuidade da política econômica devolveu um pouco de confiança aos investidores. Também pesou favoravelmente a decisão de subordinar o presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, diretamente ao presidente Lula, assim como os demais ministros, o que reforçou a independência do BC. O mercado também respira mais aliviado com a decisão do secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Bernard Appy, de permanecer no governo. Já no mercado de câmbio prevalece a cautela. A manutenção de algumas incertezas relacionadas ao mercado internacional e ao cenário político sustenta o dólar comercial em alta. Porém, nesta tarde, a moeda diminuiu o ritmo de ganho e por volta das 15 horas subia 0,50%, a R$ 2,219. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar registrava avanço de 0,36%, a R$ 2, 216. O risco Brasil, que mede a confiança dos investidores estrangeiros no Brasil, apresentava alta de um ponto-base, para 238 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.