Bovespa se recupera e termina com ganho de 0,26%

Em dia volátil, o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, trocou de sinal mais de uma vez, embora tenha operado dentre de uma faixa estreita de pontuação. O índice terminou por fechar o pregão em alta de 0,26%, com 37.353 pontos, após oscilar entre a mínima de -0,88% e a máxima de +0,45%. O volume financeiro ficou em R$ 2,24 bilhões. O nervosismo do início do dia, por conta das ameaças de terrorismo em aviões comerciais que iam de Londres para os EUA, diminuiu ao longo da manhã, mas ainda assim o mercado não abandonou a cautela. O Ibovespa, que já nos primeiros minutos de pregão registrava a mínima do dia, voltando para o nível dos 36 mil pontos, garantiu o sinal positivo no fim da tarde, acompanhando a melhora ensaiada pelo mercado norte-americano. Os ânimos se acalmaram na medida em ganhava força a avaliação de que a ameaça de terrorismo foi contida. Segundo a Scotland Yard, pelo menos 21 pessoas foram presas nesta madrugada em Londres e arredores, em sua maioria cidadãos britânicos de religião muçulmana. "Aos poucos, a racionalidade vai prevalecendo", diz um analista. No mercado acionário nova-iorquino, o índice Dow Jones encerrou com ganho de 0,43%, o Nasdaq subiu 0,56% e o S&P-500 registrou valorização de 0,46%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.