Bovespa segue bolsas de NY e fecha em baixa de 0,24%

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), o Ibovespa, operou hoje com baixo volume e sem tendência definida, mas ainda de olho no mercado de ações dos EUA. Terminou o dia em baixa de 0,24%, aos 36.594 pontos, após oscilar entre a mínima de -0,56% e a máxima de +0,74%. O volume financeiro atingiu apenas R$ 1,68 bilhão. Na primeira parte dos negócios, a Bovespa operou em alta, puxada pelo ganho expressivo das ações de Telemar contribui para esse descolamento do mercado norte-americano. Perto do fim do pregão, a ação preferencial da empresa subia 2,99%. Os investidores compraram o papel na expectativa de que a empresa divulgue amanhã um balanço favorável. No fim do dia, contudo, a influência das Bolsas americanas no mercado de ações doméstico se fez mais forte, e a Bovespa virou o sinal. Nos EUA, as bolsas operavam enfraquecidas refletindo a decepção dos investidores com os balanços e previsões da Amazon.com e da Boeing, além do aumento no preço do petróleo. O índice Dow Jones terminou em queda de 0,01% e o Nasdaq, em -0,17%. O petróleo subiu 0,26% em Nova York.

Agencia Estado,

26 de julho de 2006 | 17h27

Mais conteúdo sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.