Bovespa segue bom humor internacional e sobe

Às 12h09, o Ibovespa subia 0,59%, aos 61.520 pontos, após ter alcançado a máxima de 61.543 pontos (+0,61%)

Beth Moreira, da Agência Estado ,

21 de junho de 2011 | 12h38

A Bovespa opera em alta nesta terça-feira, acompanhando o bom humor do mercado internacional, impulsionada pela valorização de ações de empresas de commodities e varejo, com destaque para Vale, Petrobrás e Natura.

Às 12h09, o Ibovespa registrava alta de 0,59%, aos 61.520 pontos, após ter alcançado a máxima de 61.543 pontos (+0,61%). O giro era de R$ 1,40 bilhão, com projeção para alcançar R$ 4,74 bilhões no encerramento. Em Nova York, o índice Dow Jones operava com ganhos de 0,69% e o S&P 500, com avanço de 1,10%.

Operadores creditam a melhora do humor hoje a fatores tanto externos, quanto internos. No âmbito internacional, o otimismo deve-se à esperança de que o governo grego aprove seu plano de austeridade no Parlamento de Atenas no final do dia. No cenário interno, dados positivos sobre inflação favorecem os negócios.

Natura sobe 2,56%, e lidera as maiores altas do Ibovespa, recuperando parte das perdas acumuladas no ano, que já ultrapassam 14%. Segundo operadores, a melhora do papel não passa de ajuste técnico, visto que as perspectivas de resultado para o segundo trimestre continuam negativas. "O papel caiu muito neste ano, após resultados piores que o esperado do primeiro trimestre", explica o chefe de análise do Modal Asset Management, Eduardo Roche.

O profissional lembra ainda que a ação da produtora de cosméticos, que chegou a bater os R$ 50,00 no início do ano, alcançou nos últimos dias o preço de R$ 38,00. "Nesse nível, o papel começa a ter fluxo", afirma.

O grupo de maiores altas conta ainda com papéis considerados defensivos, como Souza Cruz (+2,51%) e Sabesp (+2,06%), conhecidos por serem bons pagadores de dividendos. Ambev sobe 1,37% e também aparece entre as maiores valorizações do índice.

Eletrobras PNB sobe 1,67%, também no grupo de altas, após divulgar seu balanço financeiro do primeiro trimestre. A ON, por sua vez, avança 0,97%. A empresa apresentou lucro líquido consolidado de R$ 1,285 bilhão de janeiro a março de 2011, alta de 672,3% com relação aos R$ 166,3 milhões registrados ao mesmo período do ano anterior.

Vale e Petrobrás

Vale PNA sobe 1,41% e ON opera com ganhos de 1,36%, beneficiada pela recuperação das commodities metálicas no mercado internacional. Mais cedo os metais básicos operavam em alta, enquanto o dólar mais fraco diante do euro incentivava os compradores a voltarem ao mercado para aproveitarem as pechinchas depois das perdas registradas nas últimas sessões.

Entre as siderúrgicas Gerdau (+0,13%), Gerdau Metalúrgica (+0,26%), CSN (+0,11%), Usiminas PNA (0%) e Usiminas ON (+1,41%), esta entre as maiores altas do Ibovespa.

Petrobrás PN registra elevação de 0,78% e ON avança 0,98%, se beneficiando da alta do petróleo, cotado na casa dos US$ 93,77 na Nymex eletrônica, com valorização de 0,55%.

Grupo EBX

As empresas do grupo EBX operam em alta, com destaque para a OSX, do setor de estaleiros, que sobe 4,68%, beneficiada por notícias veiculadas na imprensa nacional dando conta de que saiu a licença ambiental para o estaleiro que Eike Batista vai construir no Porto do Açu, no Rio de Janeiro.

OGX, do setor de petróleo, avança 1,56%, entre as maiores altas do Ibovespa, enquanto MMX, da área de mineração, registra ganhos de 0,12%. LLX, de logística, sobe 0,43% e MPX, de energia, avança 0,80%. Na contramão, PortX cai 0,85%.

Baixas

Gol recua 1,53% e encabeça a lista de maiores quedas do Ibovespa. Fator lidera as vendas do papel, seguida por Solidus e Link. No grupo aparecem ainda TIM PN (-0,94%), Santander (-0,78%), B2W (-0,79%), MRV (-0,73%), Cesp PNB (-0,61%), Tim ON (-0,58%) e Oi (Tmar) PNA (-0,57%).

Tudo o que sabemos sobre:
BovespaValePetrobrásNatura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.