Bovespa segue euforia externa e ganha 3,72%

Compra de papeis foi impulsionada pela notícia de que os chefes de Estado europeus anunciaram um plano anticrise da região 

Claudia Violante, da Ãgência Estado,

27 de outubro de 2011 | 18h29

Ainda faltam detalhes e, principalmente, saber se vai funcionar. Mas o anúncio das linhas básicas do plano para pôr fim à crise da zona do euro fez os investidores comprarem por conta, proporcionando um dia de euforia nas bolsas de valores. Na Bovespa, o entusiasmo, sobretudo dos estrangeiros, levou o índice para bem perto dos 60 mil pontos, nível registrado pela última vez há três meses - período no qual ficou se arrastando ora lá ora cá.

O Ibovespa terminou o pregão com ganho de 3,72%, aos 59.270,13 pontos, maior nível desde 26 de julho (59.339,90 pontos). Na mínima do dia, registrou 57.146 pontos (estabilidade) e, na máxima, os 59.901 pontos (+4,83%). Com o resultado de hoje, a alta acumulada no mês subiu a 13,28%. Em 2011, a Bolsa ainda tem perda de 14,48%.

Petrobras, que mostra uma defasagem de preços, subiu mais que Vale na sessão. A ação PN da Petrobras avançou 4,49% e a PN, 4,28%. A Vale ON subiu 2,70% e PNA, 2,36%. A Vale divulgou ontem seu balanço trimestral, no qual exibiu lucro líquido de US$ 4,935 bilhões de julho a setembro. O resultado foi 18,3% menor do que o auferido no mesmo trimestre do ano passado.

Os papéis na Bovespa foram impulsionados pela notícia de que os chefes de Estados europeus, em reunião que adentrou a madrugada, anunciaram um plano para solucionar a crise da região. Ele tem três pontos principais: perdão de metade da dívida grega, ajuda em mais 100 bilhões de euros ao país e reforço de 30 bilhões de euros para financiamento de garantias; ampliação, em quatro ou cinco vezes, da Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês), o fundo de resgate europeu, que pode chegar a 1 trilhão de euros; e recapitalização dos bancos europeus, cujo necessidade de capital é estimada em 106 bilhões de euros. Os detalhes não foram divulgados, principalmente quanto à fonte de todos esses recursos.

As bolsas europeias tiveram altas fortes e foram seguidas pelas norte-americanas, mas estas subiram menos. O Dow Jones avançou 2,86%, aos 12.208,55 pontos, o S&P subiu 3,43%, aos 1.284,59 pontos, e o Nasdaq ganhou 3,32%, aos 2.738,63 pontos. Foi divulgado nos EUA hoje o resultado do PIB trimestral, que cresceu 2,5%, ligeiramente abaixo das previsões de 2,7%.

Tudo o que sabemos sobre:
bovespaeuropaplano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.