Bovespa segue exterior à distância e sobe 0,26%

No mês, a Bolsa acumula perda de 2,10% e, no ano, de -3,12%

Claudia Violante, da Agência Estado ,

26 de abril de 2011 | 17h32

O índice Bovespa da Bolsa de Valores de São Paulo voltou hoje a recuperar os 67 mil pontos perdidos ontem, mas num pregão de pouco entusiasmo e volume novamente reduzido. O Ibovespa seguiu as bolsas internacionais, à distância, ajudado pelas ações de empresas dos setores de papel e celulose, construção civil e bancos.

O Ibovespa terminou o dia em alta de 0,26%, aos 67.144,26 pontos. Na mínima, registrou 66.722 pontos (-0,37%) e, na máxima, os 67.413 pontos (+0,66%). No mês, a Bolsa acumula perda de 2,10% e, no ano, de -3,12%. O giro financeiro totalizou R$ 5,257 bilhões. Os dados são preliminares.

"Os investidores estão na expectativa da ata do Copom (sai na quinta-feira) e, também, do encontro do Fomc, amanhã, com a entrevista de Bernanke (Ben Bernanke, presidente do banco central americano, pós encontro)", comentou Eduardo Oliveira, da Um Investimentos.

A Bolsa brasileira seguiu hoje o desempenho externo, puxado pelo índice de confiança do consumidor norte-americano melhor do que o esperado e balanços também acima das expectativas, como os da Ford e da 3M. A expectativa com balanços aqui ajudou as ações do setor financeiro doméstico - amanhã, antes da abertura do mercado, Bradesco divulga seus números.

Petrobrás ON subiu 0,03% e Petrobrás PN, 0,08%. A empresa informou hoje que a sua produção média de petróleo e gás natural, no Brasil e no exterior, totalizou 2.613.994 barris de óleo equivalente por dia (boed) em março. O resultado é 0,38% superior ao reportado em fevereiro deste ano e 2,26% maior do que março de 2010. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), o contrato do petróleo para junho recuou 0,06%, a US$ 112,21 o barril. Vale ON subiu 0,08% e Vale PNA, 0,06%.

Na Bolsa de Nova York, o índice Dow Jones avançou 0,93%, aos 12.595,37 pontos, o S&P-500 terminou avançou 0,77%, aos 2.847,54 pontos, e Nasdaq, 0,90%, aos 1.347,24 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
BolsaBovespaações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.