Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Bovespa segue exterior, mas vencimento traz volatilidade

Vencimento de índice futuro impulsiona negócios em dia de pessimismo renovado nos mercados internacionais

Olívia Bulla, da Agência Estado,

14 de dezembro de 2011 | 11h05

A volatilidade deve ditar o ritmo da Bovespa hoje, com o vencimento de índice futuro adensando os negócios locais em dia de pessimismo renovado nos mercados internacionais. Às 11h03, o Ibovespa recuava 0,39%, aos 57.267,95 pontos. A briga entre "comprados" e "vendidos" deve ficar mais acirrada nas horas finais do pregão, ao mesmo tempo que os investidores digerem o noticiário vindo do exterior.

Segundo um operador da mesa de renda variável, o vencimento do contrato de dezembro do Ibovespa futuro e o exercício de opções sobre o Ibovespa pode potencializar ou amortecer a queda da Bolsa, a depender de onde será exercida maior pressão entre os investidores. "Pode haver uma rolagem dos contratos para fevereiro ou uma zeragem das posições em aberto", avalia.

No exterior, o sinal negativo prevalece nos dois lados do Atlântico. Os investidores ainda assimilam os resultados dos leilões de bônus italianos e alemães. Enquanto a Itália vendeu todos os papéis ofertados, levantando 3 bilhões de euros na operação, mas pagando o yield médio mais elevado da história do euro para os vencimentos de cinco anos, a 6,47%; a Alemanha vendeu 4,18 bilhões de euros em títulos para 2013, pagando um yield de 0,29% - o mais baixo em um leilão de bônus de dois anos desde a criação do euro.

Ao que tudo indica, os investidores seguem apreensivos quanto à capacidade de financiamento na zona do euro - principalmente entre os PIIGS -, o que alimenta a busca por ativos seguros. O analista da Um Investimentos, Eduardo Oliveira, lembra ainda, em relatório, que os mercados financeiros seguem pessimistas com o desenrolar da atividade mundial, principalmente após o Federal Reserve não indicar, ontem, que promoverá incentivos à economia dos EUA e alertar para os riscos significativos de deterioração da recuperação norte-americana.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsaIbovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.