Bovespa segue mercados internacionais e abre em baixa

George Papandreou se reúne com Nicolas Sarkozy para discutir a próxima parcela do pacote de socorro

Olívia Bulla, da Agência Estado,

30 de setembro de 2011 | 10h17

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu em baixa, acompanhando as perdas acentuadas nos mercados internacionais. Com isso, setembro deve ser o sétimo mês do ano com desempenho negativo dos negócios locais. Às 10h13, o índice Bovespa (Ibovespa) caía 1,15%, aos 52.768 pontos.

Depois da vitória referendada ontem pela Alemanha, a Áustria ratificou hoje a proposta de ampliação da Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF), matéria que também deve ser seguida pelos parlamentos holandês, eslovaco e maltês nos próximos dias.

Hoje, o primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, reúne-se com o presidente da França, Nicolas Sarkozy, em Paris, para discutir a liberação da próxima parcela no âmbito do pacote de socorro financeiro firmado no ano passado e também sobre os moldes de um segundo programa de auxílio.

Mas, analistas começam a duvidar do poder de fogo do fundo europeu de resgate e sua real eficácia; podendo, ainda, penalizar os ratings (notas de classificação de risco) dos países da Europa que aportarem recursos na linha especial. Essas novas incertezas elevam o temor sobre a capacidade europeia de solucionar sua crise das dívidas e mergulham as principais bolsas da região no terreno negativo.

Tudo o que sabemos sobre:
BovespaaberturaquedaEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.