Bovespa segue NY e fecha em alta de 1,53%, aos 47.278,48 pontos

Salto das ações das estatais, tendo como pano de fundo rumores sobre uma pesquisa de intenção de voto favorável à oposição, também contribuiu para o desempenho doméstico 

Claudia Violante, da Agência Estado,

20 de março de 2014 | 17h44

A Bovespa seguiu Nova York e fechou em alta, pela quarta sessão consecutiva e de volta aos 47 mil pontos, no melhor patamar desde o final de fevereiro. O salto das ações das estatais, tendo como pano de fundo rumores sobre uma pesquisa de intenção de voto favorável à oposição, também contribuiu para o desempenho doméstico, ampliando os ganhos em relação aos verificados nos EUA.

O Ibovespa terminou o dia em alta de 1,53%, aos 47.278,48 pontos, maior patamar desde os 47.606,75 pontos de 27 de fevereiro. Na mínima, registrou 46.151 pontos (-0,89%) e, na máxima, 47.484 pontos

(+1,97%). Nestas quatro sessões de alta, a Bovespa registrou elevação de 5,14%. No mês, passou a acumular alta pela primeira vez em março, de 0,39%, e, no ano, cai 8,21%. O giro financeiro totalizou R$ 7,445 bilhões.

Segundo analistas, os ganhos da sessão ainda se sustentaram nos rumores de que uma pesquisa de intenção de voto traria queda da presidente Dilma Rousseff. O mercado não gosta da ingerência governamental e a notícia agrada aos investidores, já que poderia se traduzir num governo mais amigável. A informação teria dado início às ordens de compra, que se fortaleceram com um movimento de zeragem de posições vendidas.

Petrobras ON subiu 4,92%, a terceira maior alta do Ibovespa, e a PN, 4,87%. Em três dias, os papéis acumularam elevação de 11,73% e 11,29%, respectivamente. BB ON avançou 5,45%, a segunda maior alta do Ibovespa, Eletrobras ON, 4,34%, e Eletrobras PNB, 2,49%.

Vale ON subiu 0,91% e Vale PNA, 0,26%

Lá fora, as bolsas engataram um dia de alta com os dados sobre a economia dos EUA, sobretudo o dado do Fed da Filadélfia. E o índice de atividade industrial regional do Meio Atlântico, divulgado pela instituição, subiu para 9,0 em março, de -6,3 em fevereiro, acima da previsão dos analistas, de alta para 4,3.

O Dow Jones terminou a sessão em alta de 0,67%, aos 16.331,05 pontos, o S&P avançou 0,60%, aos 1.872,01 pontos, e o Nasdaq teve ganho de 0,27%, aos 4.319,29 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.