Bovespa segue sem tendência; ação da Petrobras sobe

Novamente sem tendência, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) já variou da máxima de + 0,84% à mínima de -0,74%, ainda à procura de uma direção. Os negócios continuam sem força. Às 12h25, o Ibovespa, o principal índice da bolsa paulista, caía 0,95%, aos 35.019 pontos, e negociava R$ 738 milhões. Hoje um assunto do mercado é o sucesso do IPO (oferta pública inicial) da Rosneft, petrolífera estatal russa, que levantou US$ 10,4 bilhões na maior colocação inicial de ações do país e a quinta maior do mundo. Os papéis foram vendidos a um valor próximo do teto do intervalo de preços sugerido pela companhia, que variava entre US$ 5,85 e US$ 7,85. As ações saíram cotadas a US$ 7,55. A alta do preço fixado dos papéis levou investidores a fazer comparações com o valor atual das ações da Petrobras. Ao preço do IPO, a Rosneft foi avaliada com múltiplos agressivos e teria um menor potencial de crescimento do que a estatal brasileira. Por conta disso, o mercado comenta que a Petrobras poderia sofrer correção para cima. As ações da Petrobras subiam 1,08% e estavam entre os maiores ganhos do Ibovespa. O papel movimenta R$ 135 milhões. Segue favorecido, também, pelo comportamento dos preços do petróleo no mercado internacional. Os contratos futuros para agosto, por volta do meio-dia, avançavam 1,24%, para US$ 77,65 por barril, na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex). As ações preferências do Pão de Açúcar também conseguem sustentar boa valorização, com alta de 1,33%, para R$ 61,49. O Pactual, que andou puxando as vendas do papel dias atrás, soltou um relatório sobre a companhia classificando-a como uma boa oportunidade de compra. Também por volta do meio-dia, Souza Cruz ON disparava 6,28% e liderava o Ibovespa. Não há novidade para o papel, que segue em valorização acelerada desde de decisão favorável à indústria do fumo anunciada pela Justiça dos EUA semana passada. Sadia PN ainda sustenta alta, com ganho de 1,24% e TIM PN sobe 1%. Entre as quedas, aparecem: AmBev PN -2,82%; Cemig PN - 2,31% e Telemig PN - 2,27%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.