Bovespa sobe 1,05% e elimina as perdas em setembro

A bolsa tomou fôlego de alta esta tarde e conseguiu zerar as perdas acumuladas neste mês. O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo fechou com valorização de 1,05%, aos 36.486 pontos. Com este resultado, o indicador apresenta alta de 0,70% em setembro. Hoje, o índice oscilou entre a mínima de -0,21% e a máxima de +1,06%. O volume negociado ficou em R$ 2,14 bilhões. Se os dias difíceis deste mês foram liderados por quedas em Petrobras e Vale do Rio Doce, agora, a recuperação das blue chips (empresas com ações de primeira linha) acentua os ganhos. A ação preferencial classe A da Vale obteve ganho de 1,24%. A ação preferencial da Petrobras subiu 1,25%. No mês, contudo, a ação da petrolífera ainda cai 5,58%. Também colaborou para a alta da Bovespa o bom humor externo. O PIB final revisado do segundo trimestre dos EUA, divulgado logo cedo, não foi visto como um dado conclusivo e, nesse sentido, teve pouco efeito nos negócios. O crescimento do PIB no segundo trimestre foi revisto para baixo, para 2,6%, inferior às previsões dos analistas, de 2,9%. Mesmo assim, os principais índices das Bolsas de Nova York encerraram com ganho. O índice Dow Jones conseguiu ultrapassar, pela manhã, seu nível recorde de fechamento, embora tenha encerrado o dia abaixo do recorde, com alta de 0,22%.

Agencia Estado,

28 de setembro de 2006 | 17h23

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.