Bovespa sobe 1,64% e bate novo recorde

O Ibovespa abriu o pregão pós-feriado paulistano com fôlego forte, quebrando o oitavo recorde histórico de pontuação deste ano. Na máxima do dia, superou o patamar psicológicos dos 38 mil pontos, alcançando 38.031 pontos, com alta de 1,69%. No fechamento, exibia valorização de 1,64%, a 38.014 pontos, com volume financeiro de R$ 2,88 bilhões. A queda do risco Brasil para nível histórico de 261 pontos-base contribuiu para dar sustentação ao mercado de ações. No final da tarde, o risco exibia queda de 6 pontos-base, a 264 pb. O Ibovespa operou no positivo desde a abertura dos negócios nesta quinta-feira. Mas no final do dia intensificou o movimento de alta. Como pano de fundo para o comportamento do mercado de ações hoje, operadores citaram a ata do Comitê de Política Monetária (Copom), o cenário externo mais calmo, o fluxo de investimento estrangeiro e, menos importante, porque não havia muita expectativa em relação a esse tema, o depoimento do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos.

Agencia Estado,

26 de janeiro de 2006 | 18h37

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.