Bovespa sobe e tenta se manter nos 69 mil pontos

Às 10h28 (horário de Brasília), o índice Bovespa (Ibovespa) subia 0,28%, aos 69.005.56 pontos

Olívia Bulla, da Agência Estado,

28 de setembro de 2010 | 10h14

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu hoje no maior nível dos últimos cincos meses e testando novamente os 69 mil pontos - após duas tentativas na semana passada. Porém, a proximidade do fim do mês de setembro e, com isso, o fechamento do terceiro trimestre podem elevar a volatilidade dos negócios com ações. Às 10h28 (horário de Brasília), o índice Bovespa (Ibovespa) subia 0,28%, aos 69.005.56 pontos.

Depois que a conclusão da capitalização da Petrobrás destravou o mercado acionário brasileiro, analistas apostam em uma guinada da Bolsa no curto prazo, impulsionada principalmente pelas ações de primeira linha, que também vinham sendo castigadas pela operação. Com o grande teste de curto prazo, aos 68,7 mil pontos, tendo sido superado ontem, agora, o Ibovespa procura firmar-se na marca dos 69 mil pontos. Depois, o indicador vai testar as resistências à frente, já nos 70 mil pontos. Caso consiga o feito, o principal índice da Bolsa ampliará a leve valorização de 2010 que, com o avanço de 0,91% registrado ontem, atingiu 0,33%.

No entanto, uma realização dos ganhos acumulados neste mês também não está descartada. Com isso, boa parte da direção da Bolsa do dia vai depender do comportamento em Wall Street. Nos Estados Unidos, a agenda semanal carregada de indicadores econômicos relevantes deixa os investidores em compasso de espera. Hoje, às 11 horas (horário de Brasília), será divulgado o índice de confiança do consumidor norte-americano, medido pelo Conference Board.

No pregão de hoje, a AmBev deve reagir à informação de que o Conselho de Administração da companhia aprovou a distribuição de dividendos de R$ 2,16 por ação ON e R$ 2,376 por papel PN, sem retenção de imposto de renda na fonte. Além disso, serão pagos juros sobre capital próprio de R$ 0,9300 por papel ON e R$ 1,0230 por PN. Os pagamentos serão efetuados a partir de 14 de outubro, com base na posição acionária de 29 de setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
açõesBovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.