Bovespa sobe, mas dúvidas sobre Fed limitam ganhos

Mercado aguarda pronunciamento da presidente do Federal Reserve e divulgação da ata do banco central norte-americano

Silvana Rocha, da Agência Estado,

21 de maio de 2014 | 11h13

A Bovespa abriu em alta, corrigindo parte das perdas da véspera conduzidas por especulações sobre novas pesquisas eleitorais. Por volta das 10h20, no entanto, o Ibovespa já havia devolvido boa parte dos ganhos e se aproximava da estabilidade, esperando a abertura dos índices acionários em Nova York.

A desaceleração do IPCA-15 de maio para 0,58%, de 0,78% em abril, foi bem recebida e comentada há pouco pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega. Segundo ele, o indicador mostra que inflação está caindo firmemente e vai seguir caindo. Mantega disse ainda que não há decisão sobre desoneração da folha de pagamento "para o futuro".

Às 10h20, o Ibovespa subia 0,08%, aos 52.388,84 pontos, com os investidores aguardando a abertura das bolsas em Nova York. O ajuste positivo é contido por dúvidas sobre o resultado da próxima pesquisa Ibope, prevista para a quinta-feira, 22, assim como pela espera de declarações da presidente do Federal Reserve às 12h30, antes da divulgação da ata da última reunião do BC norte-americano, às 15 horas.

As ações de Petrobras seguem em baixa hoje, enquanto os papéis da Eletrobras se recuperam das perdas de mais de 3,0% ontem. Vale está em alta. Em Wall Street, há pouco, os futuros das bolsas operavam com leves altas, indicando abertura em campo positivo dos índices acionários daqui a pouco.

Tudo o que sabemos sobre:
BovespaFed

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.