Bovespa sobe, mas feriado nos EUA enfraquece pregão

Se ontem o volume de negócios na Bolsa de Valores de São Paulo já foi reduzido, hoje deve ser ainda pior. Por causa do feriado do Dia da Independência nos EUA, a expectativa é de que o giro financeiro aqui fique abaixo de R$ 1 bilhão. Afinal, os investidores estrangeiros representam quase 70% dos negócios com papéis de empresas brasileiras, incluindo a atuação direta na Bovespa e as transações com ADRs em Nova York. O Ibovespa à vista abriu em alta e subia 0,36%, na máxima, às 10h18, marcando 37.490 pontos. Mas o sinal que vem da Europa é negativo. As bolsas européias registram baixa moderada, pressionadas pelas ações do setor automotivo e também por um movimento de realização de lucros favorecido pelo feriado norte-americano. O que deve despertar atenção do mercado de ações hoje é a entrevista do presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli de Azevedo, às 16 horas, sobre o plano de negócios 2007-2011. Ontem, os investidores receberam com desconforto a revisão do plano estratégico da empresa pelo fato de os investimentos não estarem sendo acompanhados de crescimento da produção no mesmo período.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.