Bovespa tem alta, porém sem grande fôlego

Às 12h09, o principal índice da Bolsa registrava alta de 0,56%, aos 64.463 pontos

Beth Moreira, da Agência Estado ,

27 de maio de 2011 | 12h43

A Bovespa opera em alta nesta sexta-feira, porém sem grande fôlego, impulsionada por papéis de empresas ligadas a commodities, com destaque para a Vale, após o primeiro encontro de seu novo presidente, Murilo Ferreira, com analistas e investidores.

Às 12h09, o principal índice da Bolsa registrava alta de 0,56%, aos 64.463 pontos, depois de atingir a máxima de 64.507 pontos (+0,64%). O giro era de R$ 1,65 bilhão, com projeção para alcançar R$ 5,58 bilhões no encerramento. Em Nova York, o índice Dow Jones operava em alta de 0,54% e o S&P 500 avançava 0,61%.

Para o economista Fausto Gouveia, da Legan Asset, investidores continuam trabalhando com ordens curtas, de olho em porcentuais de ganhos e perdas do dia, sem grandes posicionamentos no médio prazo. "O cenário de fundo continua preocupante, com dúvidas em relação à inflação no Brasil e mais recentemente com as denúncias contra o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, além da preocupação com a situação fiscal de alguns países europeus", lembra.

Um dos destaques do dia fica por conta da Vale, menos pela valorização de seus papéis e mais pelo posicionamento do seu presidente, Murilo Ferreira, em reunião com analistas e investidores realizada mais cedo no Rio. Entre os recados dados pelo executivo, um diz respeito à manutenção do foco da empresa em mineração e outro salienta a preocupação com o retorno ao acionista. Os papéis preferenciais da mineradora sobem 0,67%, com giro de R$ 254 milhões, o maior do mercado até o momento, enquanto o ON sobe 0,94%, movimentando R$ 50 milhões.

A alta das commodities metálicas no mercado internacional também beneficia os papéis da mineradora. Mais cedo os metais básicos operavam em alta, enquanto os investidores ajustavam suas carteiras antes de um longo fim de semana no Reino Unido e nos EUA. Na segunda-feira a London Metal Exchange (LME) estará fechada em razão do feriado bancário de primavera e os mercados dos EUA estarão fechados pelo feriado do Memorial Day.

Outra empresa no foco dos investidores nesta sexta-feira é OGX, do empresário Eike Batista, que sobe 1,42%, entre as principais altas do Ibovespa. Segundo operadores, a emissão de eurobônus de US$ 2,5 bilhões realizada pela empresa serve de estímulo para os papéis. Segundo a empresa, recursos provenientes da emissão, somados à posição de caixa de aproximadamente US$ 2,5 bilhões em março, totalizam uma liquidez de aproximadamente US$ 5,063 bilhões para a OGX, suficientes para suportar a campanha exploratória e o desenvolvimento da produção das descobertas realizadas até a companhia se tornar auto financiável pela sua própria geração de caixa.

Outra empresa do setor, Petrobrás também opera em alta, mas com menor fôlego. Há pouco, as ações PN subiam 0,58%, enquanto as ON avançavam 0,59%. Hoje a cotação do petróleo opera com leve alta, cotado na casa dos US$ 100 o barril.

Também operam em alta hoje dois importantes setores da Bolsa, o de siderurgia e o financeiro. Entre as produtoras de aço, CSN (+0,23%), Usiminas PNA (+1,07%), Usiminas ON (+0,32%) e Gerdau Metalúrgica (+0,46%). A exceção fica por conta de Gerdau (-0,29%), que devolve ganhos dos últimos dias.

No setor financeiro, Itaú Unibanco (+0,47%), Bradesco (+0,06%), Banco do Brasil (+0,71%) e Santander (+1,06%). Também sobem BM&FBovespa (+0,81%) e Redecard (+0,35%). Cielo cai 0,31%.

Altas e baixas

A lista de maiores altas do Ibovespa conta com Lojas Renner (+3,11%), Duratex (+2,70%), Rossi (+1,80%), Ambev (+1,74%), Souza Cruz (+1,68%), Brasil Ecodiesel (+1,49%), Lojas Americanas (+1,44%) e ALL (+1,42%). Já no grupo de principais baixas do índice estão Hypermarcas (-1,39%), Cosan (-1,01%), Gafisa (-0,94%), Sabesp (-0,90%), OI (TNLP) PN (-0,80%), Oi (TNLP) ON (-0,77%), TIM PN (0,77%) e Brasil Telecom PN (-0,62%).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.