Sergio Castro/Estadão
Sergio Castro/Estadão

Bovespa tem pior semana desde novembro de 2008

Bolsa caiu 3,73% nesta sexta e acumula recuo de 7,67% em cinco dias; ação ON da Petrobrás fechou abaixo de R$ 10

Fabrício de Castro, O Estado de S. Paulo

12 Dezembro 2014 | 17h37

A Bovespa despencou nesta semana quase 4 mil pontos, em meio a um forte movimento de aversão ao risco no exterior e de desconfiança com a economia brasileira. Somente hoje, a Bolsa recuou 3,73%, quase perdendo os 48 mil pontos, encerrando aos 48.001,98 pontos. O recuo do petróleo no exterior, que deu força à aversão ao risco, e a baixa de alguns dos principais papéis nacionais, como os de Petrobrás, Vale e bancos, definiram o movimento. As ações da estatal de petróleo fecharam no menor nível em nove anos.

Nesta semana, a Bovespa caiu em quatro das cinco sessões, acumulando no período uma retração de 7,67%. É a pior semana desde a encerrada em 16 de novembro de 2008 - pouco depois do estouro da crise econômica global. Esta foi a quarta semana consecutiva de baixa da Bolsa brasileira.  

Profissionais do mercado disseram que a sessão de hoje foi marcada por vendas generalizadas de papéis, sendo que os estrangeiros, em especial, se desfizeram das ações de Petrobrás, siderúrgicas e bancos. No caso da estatal do petróleo, além dos desdobramentos da operação Lava Jato e das novas denúncias que, a cada dia, surgem no noticiário, pesa sobre a companhia a expectativa para a divulgação do balanço trimestral não auditado. Ele vai sair ainda hoje. Petrobrás ON cedeu 5,78%, a R$ 9,46, menor preço desde 20 de janeiro de 2005. Já o papel PN da estatal recuou 6,56% (R$ 10,11), o menor preço desde 5 de agosto de 2005.

Setor mais importante da Bolsa e bastante líquido, o financeiro também foi alvo de venda por estrangeiros. Bradesco ON caiu 5,47% e PN teve baixa de 5,86%, enquanto Banco do Brasil ON teve queda de 5,80% e as units do Santander cederam 1,41%. 

Dados da China sobre a produção industrial penalizaram as siderúrgicas. Gerdau PN cedeu 8,60% e Metalúrgica Gerdau recuou 7,77%. CSN despencou 6,20%. A China informou que sua produção industrial subiu 7,2% em novembro ante novembro de 2013, mas menos que a previsão de 7,5% - o que é ruim para ativos de países exportadores de commodities, como o Brasil. 

Mais conteúdo sobre:
bovespapetrobrás

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.