Bovespa tem terceira semana seguida de ganhos e sobe quase 5% no ano

Puxada por NY, a Bolsa terminou o pregão desta sexta-feira com avanço de 0,22%; na semana, subiu 1,65%

Claudia Violante, da Agência Estado,

16 de maio de 2014 | 17h57

Atualizado às 18h40

SÃO PAULO - A volatilidade marcou mais uma vez o pregão doméstico de ações nesta sexta-feira, 16, véspera do exercício de opções sobre ações, que ocorre na segunda-feira. As bolsas norte-americanas serviram de guia e garantiram que o Ibovespa se firmasse em alta na reta final de negócios e se aproximasse dos 54 mil pontos. Na semana, fechou com ganhos, pela terceira vez consecutiva, acumulando oito altas nas últimas nove semanas.

O Ibovespa terminou o pregão com avanço de 0,22%, aos 53.975,76 pontos. Na mínima, registrou 53.709 pontos (-0,27%) e, na máxima, 54.382 pontos (+0,98%). Na semana, subiu 1,65%; no mês, acumula elevação de 4,55% e, no ano, de 4,79%. O giro financeiro totalizou R$ 6,250 bilhões. Os dados são preliminares.

"Com a agenda esvaziada pela manhã, o pregão ficou um pouco mais volátil no começo da tarde, com negócios em torno do exercício. Mas, depois que as bolsas norte-americanas engataram no terreno positivo, a Bovespa seguiu e fechou no azul", comentou um profissional da mesa de renda variável de uma corretora paulista.

Segundo ele, esse movimento se firmou com a sustentação de Petrobrás PN, que acabou subindo 0,11% depois de boa parte do dia em baixa. A ON recuou 0,76%. Hoje, a agência de classificação de risco Standard & Poor''s manteve o rating da Petrobrás em BBB-, com perspectiva estável. A decisão reflete a avaliação de que a companhia tem "um ''satisfatório'' perfil de risco de negócios" e "perfil de risco financeiro ''significativo''".

Já a Vale terminou em queda de 2,25% na ON e de 2,20% na PN, influenciada pelo recuo do preço do minério de ferro no mercado chinês para seu menor valor em 20 meses.

Sabesp ON se destacou entre as maiores altas do Ibovespa ao subir 4,97%, após divulgar um balanço melhor que as projeções, apesar do problema de abastecimento que vem enfrentando. A empresa começou hoje a captar água do volume morto do Sistema Cantareira.

Nos EUA, o Dow Jones terminou o dia com ganho de 0,27%, aos 16.491,31 pontos, o S&P subiu 0,37%, aos 1.877,86 pontos, e o Nasdaq avançou 0,52%, aos 4.090,59 pontos. Apenas o Nasdaq subiu na semana, 0,46%. O Dow perdeu 0,55% e o S&P, 0,03%.

Saíram dados mistos lá: as construções iniciadas de moradias saltaram 13,2% em abril ante março, ante previsão de +3,1%. E o índice de confiança do consumidor medido pela Reuters/Universidade de Michigan caiu para 81,8 em maio, ante previsão de que ficaria em 84,3.

Aqui, os dados do IBC-Br divulgados mais cedo pelo Banco Central não influenciaram os negócios na Bovespa já que, na avaliação dos agentes, a atividade mais fraca já está precificada nos negócios com ações. O que deve movimentar os negócios daqui para a frente, comentou um profissional, são novas pesquisas, entre elas, segundo ele, uma do Ibope prevista para a próxima quinta-feira.

De todo o modo, o índice de atividade econômica (IBC-Br) caiu 0,11% em março ante fevereiro, ante mediana de -0,18% das projeções dos analistas ouvidos pela Agência Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.