Bovespa tem valorização de mais de 1%

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) recuperou hoje os 44 mil pontos, um fator psicológico considerado importante pelos investidores. O desempenho da bolsa paulista segue o comportamento positivo do mercado de ações em Wall Street. Em Nova York, as bolsas sobem, influenciadas pelos números de novas obras de imóveis residenciais iniciados nos Estados Unidos em fevereiro. Porém, segundo analistas, a expectativa com o comunicado que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) divulgará amanhã depois de concluída a reunião de dois dias de política monetária e os elevados ganhos de ontem limitam as altas das bolsas. Às 13h12, o índice Dow Jones registrava expansão de 0,29%; o Nasdaq acelerava 0,53%; e o S&P 500 operava em +0,40%. No Brasil, a Bovespa subia 1,11%, aos 44.197 pontos. Entre os as cinco maiores altas da bolsa paulista estavam: TIM ON (ordinária) em +5,59%; Natura ON +3,96%; Cyrela On +3,35%; Braskem PNA(preferencial classe A) +3,28%; Eletrobrás PNB (preferencial PNB) +3,11%. Os papéis das ações de primeira linha (blue Chips, em inglês) tinham valorização: Petrobras PN (2,07%); Petrobras ON (2%) e Vale do Rio Doce PNA (+0,20%). Do lado das baixas estavam Cesp PNB (-1,84%), Telemig PN (1,04%) e Tele Norte Participações PN (-0,92%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.