Bovespa tem volatilidade com Fitch e exterior

Agência de classificação de risco Fitch disse hoje que os fundamentos do Brasil são compatíveis com o rating BBB e a perspectiva estável

Álvaro Campos, da Agência Estado, Texto atualizado às 11h48

10 de abril de 2014 | 10h52

A Bovespa abriu em queda leve nesta quinta-feira, 10, mas oscilou entre o terreno positivo e negativo ao longo da manhã. No exterior, dados ruins sobre a balança comercial da China pressionam as bolsas europeias e os futuros de Nova York, apesar de indicadores divulgados hoje sobre a economia dos EUA terem melhorado o sentimento dos investidores.

Além disso, a agência de classificação de risco Fitch disse hoje que os fundamentos do Brasil são compatíveis com o rating BBB e a perspectiva estável. A empresa afirmou que vai observar o próximo governo, em 2015, para analisar a adoção das diretrizes econômicas, dando a entender que uma mudança na nota soberana não deve acontecer este ano.

A Bolsa abriu em leva queda de 0,04%. Por volta das 10h25 o Ibovespa subia 0,27%, aos 51.323,42 pontos. Logo em seguida o índice passou a cair e registrou mínima às 11h33, em queda de 0,27%, aos 51.045,76 pontos.

Na noite de quarta-feira, 9, a Administração Geral das Alfândegas da China informou que o país teve superávit comercial de US$ 7,71 bilhões em março, bem acima da previsão de US$ 1,75 bilhão. Entretanto, o saldo positivo foi resultado de uma queda de 6,6% nas exportações, quando se esperava alta de 4,2%, e um recuo de 11,3% nas importações, ante estimativa de alta de 2,8%.

Nos EUA, porém, as notícias foram animadoras. Os pedidos semanais de auxílio-desemprego caíram para 300 mil, o menor nível desde maio de 2007. Já o índice de preços das importações subiu 0,6% em março, acima da alta esperada, de 0,2%.

Tudo o que sabemos sobre:
BovespaFitchNY

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Será que o Pix é seguro? Veja dicas de especialistas
  • 13º salário: quem tem direito, datas e como a pandemia pode afetar o cálculo
  • Renda básica: o que é, quais os objetivos e efeitos e onde é aplicada

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.