Bovespa testa fôlego de alta nesta 4ª feira

A quarta-feira amanhece envolvida por uma série de expectativas, tanto no Brasil quanto no exterior. Os mercados internacionais alimentam esperanças por um corte de juros na zona do euro em breve, com as apostas ampliadas após a queda maior do que a esperada da confiança do empresariado alemão, ao passo que os negócios domésticos aguardam os números trimestrais da Vale, que saem após o fechamento do pregão local. Aliás, a safra de balanços aqui e lá fora agita as ações, dividindo as atenções com os dados econômicos do dia. Por volta das 10h05, o Ibovespa cedia 0,45%, aos 54.925 pontos.

OLÍVIA BULLA, Agencia Estado

24 de abril de 2013 | 10h38

O estrategista-chefe da SLW Corretora, Pedro Galdi, lembra que é consenso no mercado financeiro de que a mineradora apresentará resultados mais fracos nos três primeiros meses de 2013, em base anual. "Os números não devem vir tão bons, após aqueles ''esqueletos'' que foram divulgados no fim do ano passado", comenta.

Nos últimos três meses de 2012, a Vale amargou prejuízo de US$ 2,65 bilhões, mas deve voltar a registrar lucro no início de 2013. A média das projeções de cinco casas consultadas pelo Broadcast aponta para ganhos de US$ 2,74 bilhões, o que representaria uma queda de 28,4% em relação ao período de janeiro a março do ano passado.

Para Galdi, porém, a reação dos papéis tende a ficar condicionada à teleconferência que a companhia concederá após a divulgação dos resultados financeiros, na quinta-feira, com os investidores de olho nas perspectivas para os negócios da mineradora. "Não deve ser nada que atrapalhe no desempenho da Bolsa como um todo", avalia o estrategista-chefe, referindo-se tanto à expectativa pelo balanço, ao longo do pregão desta quarta-feira, 24, quanto à reação aos números, na quinta-feira, 25.

Com isso, a Bolsa tende a continuar "na cola" dos mercados internacionais, movimento que permitiu uma valorização do Ibovespa nos dois primeiros pregões desta semana. Nesta quarta-feira, 24, o índice à vista tenta cravar a quinta sessão seguida de alta, acumulando ganhos de 3,8% no período compreendido entre a quinta-feira da passada e na terça-feira, 23.

Tudo o que sabemos sobre:
BovespaVale

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.