Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Bradesco é o campeão do Top 10 Básico do Prêmio Broadcast Projeções

Categoria Top 10 Básico considera projeções para inflação, taxa Selic e dólar

Maria Regina Silva e Thaís Barcellos, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2018 | 11h15

O Bradesco venceu o Top 10 Básico do Prêmio Broadcast Projeções de 2017. O economista-chefe do Bradesco, Fernando Honorato Barbosa, recebe o prêmio nesta terça-feira, na capital paulista. A categoria Top 10 Básico considera projeções para inflação (IPCA e IGP-M), taxa Selic e dólar.

Honorato ressalta a importância de iniciativas como a do Prêmio Broadcast Projeções, que muitas vezes são usadas como forma de incentivos internos a promoções e avaliações de remuneração variável para os analistas. Além disso, ele destaca que as estimativas servem como base para decisões dos departamentos econômicos.

"Os departamentos econômicos baseiam suas projeções orçamentárias, suas decisões estratégicas, em cima dessas projeções de consenso de mercado, como o ranking do Broadcast e o boletim Focus."

+ 'Custo do crédito tem caído para pessoas e empresas', diz diretor do BC

Essas premiações também estimulam as empresas a investirem tempo e capital humano nas projeções, acrescenta o economista-chefe da Garde Asset Management, Daniel Weeks, que ficou em segundo no Top 10 Básico e na terceira colocação no Top 10 Geral. "Ser reconhecido por isso é extremamente gratificante e importante para nós."

Representando o Banco Fibra, que ficou na quinta posição do Top 10 Básico, o economista-chefe Cristiano Oliveira diz que a receita da instituição para projeções mais certeiras segue quatro pilares: a análise de conjunto com o fundamento macroeconômico em primeiro lugar, o estímulo ao debate, o aperfeiçoamento dos modelos econométricos e a atenção ao lado real da economia.

"Ficamos sempre contentes com reconhecimento, porque é um prêmio ao esforço da equipe. Temos uma disciplina bem grande e a premiação vem confirmar o bom trabalho que temos feito", diz Oliveira, destacando que o banco nos últimos dois anos e meio já esteve listado mais de 40 vezes entre as instituições Top 5 do Banco Central (BC).

+ 'É preciso ambiente de negócios melhor', diz Maria Silvia

Dificuldade. Na opinião do economista-chefe do Bradesco, até maio, quando foi divulgado o áudio gravado por Joesley Batista, da JBS, que comprometeu o presidente Michel Temer, a direção da economia era previsível em 2017, com crescimento e desinflação contratadas depois da reorientação da política econômica em 2016.

Mesmo assim, destaca ele, a intensidade dos movimentos foi "surpreendente", como a desaceleração rápida da inflação, que terminou 2017 em 2,95%, abaixo do piso da meta (3,00%), cujo o centro era 4,50%.

"A direção era previsível até o momento em que a agenda de reformas fica comprometida pelos episódios de maio do ano passado. Ali de fato tornou-se um desafio fazer projeções. Lembro muito bem que houve uma discussão importante sobre se esse evento modificaria a trajetória de juros." Mas ele observa que a percepção de crescimento menor ancorou a ideia de inflação mais baixa.

Quando veio à tona o áudio que comprometeu Temer, em 17 de maio, o BC estava no meio de seu processo de flexibilização da Selic, com a taxa em 11,25%, de 14,25% quando começou a cortá-la, em outubro de 2016. Em março deste ano, o ciclo foi encerrado em 6,50%.

A partir do "evento JBS", Honorato afirma que foi fundamental ter "diligência" para acompanhar os dados e a situação das empresas a fim de entender o ambiente que estava se formando depois das denúncias contra o presidente Michel Temer e, a partir disso, traçar o cenário econômico. 

 Ranking Broadcast Projeções Top 10 Básico 2017 
 Instituições 
1º Bradesco
2º Garde Asset Management
3º SPX Capital
4º Itaú Unibanco
5º Banco Fibra
6º BNP Paribas
7º CSHG Gauss
8º Itaú Asset Management
9º Banco Safra
10º Banco Ribeirão Preto (BRP)

Tudo o que sabemos sobre:
BradescoPrêmio Broadcast Projeções

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.