Brasil é o quarto maior do mundo em redes de franquias

Números do Sebrae apontam que mais da metade das micro e pequenas empresas fecham as portas antes mesmo de completar dois anos de existência. No entanto, quando se trata de uma franquia, esta mortalidade cai para 6%.Por isso, cada vez mais os brasileiros optam por este tipo de negócio, atraídos pelo menor grau de risco que o investimento apresenta e pela estrutura que oferece. "Ter uma franquia minimizou minhas chances de errar, me ajudou a pular passos e a entrar com mais chances de competir no mercado", avalia o dono de uma loja da Mundo Verde em São Paulo, Tiago Forner.Mas nem todo mundo obtém retorno tão rápido. Segundo Rita Tobal, franqueada da rede de cosméticos Anna Pegova, para certos negócios é preciso ter paciência. No seu caso, levou mais de dois anos para recuperar os R$ 250 mil investidos na abertura da franquia, em 2002."Até conseguir ter fôlego, principalmente dentro de um shopping, onde o aluguel é muito alto, demora. Tem de se programar bastante e ter consciência de que vai trabalhar por um tempo sem receber nada" diz ela, sócia da loja, junto com a irmã, no Shopping Anália Franco.OportunidadesUma nova franquia é aberta no Brasil a cada hora, de acordo com um estudo realizado pela consultoria Rizzo Franchise. Por isso mesmo, o País já ocupa o quarto lugar no mundo em número de franquias instaladas.Com uma oferta cada vez maior de opções no setor, o diretor-executivo da Associação Brasileira de Franchising, Ricardo Camargo, ressalta que o investidor precisa analisar bem antes de colocar dinheiro em algo. "Primeiro precisa estar num setor que gosta, pois a franquia exige dedicação", diz.Em relação ao capital, ele aconselha a não financiar mais de 50% do valor total do negócio. Depois, uma arma importante é pesquisar a oferta de franquias com cuidado: "É sempre bom ouvir outros franqueados da rede. Se ela for grande, converse com uns dez para ter uma média de aprovação."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.