Camargo Corrêa e estatal uruguaia fecham acordo de cimento

O Grupo Camargo Corrêa assinou hoje, em Montevidéu, um acordo com a Ancap, empresa estatal de petróleo do Uruguai, para a instalação de uma fábrica de cimento no país. Segundo o representante da Camargo Corrêa na Argentina e no Uruguai, Humberto de Farias, o grupo investirá US$ 130 milhões em duas etapas. A Ancap entrará no negócio com uma mina de calcáreo. A fábrica deve começar a operar no primeiro trimestre de 2009, mas só trabalhará com capacidade total a partir de 2011. A produção, de 1 milhão de toneladas de cimento por ano, será totalmente exportada para Argentina e Paraguai. O acordo foi assinado na presença do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil, Luiz Fernando Furlan, e autoridades do governo uruguaio. Na ocasião, foi assinado também um memorando de entendimento entre a Petrobras e a Ancap para um projeto de regaseificação no Uruguai. Segundo o governo brasileiro, o gás natural que chegará ao Uruguai em forma líquida, será regaseificado para uso em usinas termelétricas e para exportação. O memorando ainda não prevê os valores dos investimentos.Desde ontem, cerca de 30 empresários brasileiros de setores como o automotivo, o da construção civil e o da indústria têxtil estão no Uruguai, em missão empresarial presidida pelo ministro Furlan. A missão retorna ao Brasil na tarde de hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.